O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras
Em: 24 de Abril de 2019

Agroindústrias trabalham com selo especial que atesta qualidade dos produtos

Desde o final do ano passado, a Prefeitura Municipal de Mimoso do Sul, através da Secretaria Municipal de Agricultura, tem realizado o Serviço de Inspeção e Fiscalização dos Produtos de Origem Animal, reconhecido pela sigla SIM, que significa que os produtos são liberados com um selo especial e está apto para o consumo.

 

Conquista para Mimoso do Sul

A Lei de número 2.408/2017 sancionada pelo Prefeito Angelo Guarçoni em 23 de novembro, é uma conquista para o município porque após essa criação, as inspeções fiscalizam os serviços das agroindústrias, emitem os alvarás e controlam a produção.

 

Como funciona o serviço?

Segundo a Médica Veterinária e Coordenadora do Serviço de Inspeção Municipal dos Produtos de Origem Animal, Cláudia Ribeiro Gonçalves, a equipe da Secretaria de Agricultura visita as agroindústrias com o objetivo de colocá-las dentro da legalidade. “Visitamos os locais, informamos o passo a passo para cada produtor, origem dos produtos, explicamos sobre a importância da higiene, instalações corretas, condições adequadas, prazos de validade, entre outros quesitos que fazem toda a diferença na consumação final”, conta.

 

Selo de Inspeção Municipal (SIM)

São verificadas e orientadas desde as instalações, até as produções de origem animal, como carnes, queijos, mel, yogurte, pescado, linguiça, torresmo, dentre outros. Com tudo pronto e devidamente adequado, são fixados nas embalagens o Selo de Inspeção Municipal (SIM).

Inicialmente, muitas agroindústrias estavam com o selo atrasado e instalações muito precárias, porém, com esse contato direto e passando por adequações, a situação vem melhorando e beneficiando o consumidor dos produtos que podem se alimentar de forma que não prejudique a saúde.

Alvarás liberados e em andamento

Até o mês de abril, cinco alvarás foram liberados: seis estão no processo final para liberação e quatro liberados, mas que os produtores estão tentando resolver o quanto antes.

 

À mesa da merenda escolar

Há produtor que pela excelência de seus produtos, consegue vendê-los com destinação a merenda escolar. É mais renda e mais venda!

 

Produto sem a manipulação adequada causa riscos à saúde

A Coordenadora destaca que os produtos mal manipulados, sem a coordenação de um médico veterinário ou do serviço de inspeção, são prejudiciais à saúde do ser humano, podendo acarretar uma série de doenças e bactérias.

 

E se a agroindústria não se adequar?

Segundo Cláudia Ribeiro Gonçalves, caso a agroindústria não consiga se adequar, os produtos sem o selo são apreendidos pela Vigilância Sanitária. “Tudo é muito conversado, orientado e explicado. Inicialmente, eles tem um prazo de sessenta dias para procurar a Secretaria, e, caso não ocorram as melhorias, os produtores são notificados e caso aconteça insistência em inserir os produtos no mercado, os produtos são apreendidos pela Vigilância Sanitária.

Para maiores informações, entre em contato com a Secretaria Municipal de Agricultura, através do telefone (28) 3555 4131.

Últimas manchetes