Em: 15 de Março de 2018

Atualize o Cadastro Único e garanta seus benefícios sociais

O que é o Cadastro Único?

O Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (Cadastro Único) é um instrumento que identifica e caracteriza as famílias de baixa renda, permitindo que o governo conheça melhor a realidade socioeconômica dessa população. Nele são registradas informações como: características da residência, identificação de cada pessoa, escolaridade, situação de trabalho e renda, entre outras.

Seleção e inclusão de famílias

O Cadastro Único se tornou o principal instrumento do Estado Brasileiro para a seleção e a inclusão de famílias de baixa renda em programas federais, sendo usado obrigatoriamente para a concessão dos benefícios do Programa Bolsa Família, da Tarifa Social de Energia Elétrica, do Programa Minha Casa Minha Vida, da Bolsa Verde, CNH Social, Id Jovem entre outros. Também pode ser utilizado para a seleção de beneficiários de programas ofertados pelos governos estaduais e municipais. Por isso, ele funciona como uma porta de entrada para as famílias acessarem diversas políticas públicas.

Saiba como ter acesso aos benefícios ofertados

Para ter acesso aos benefícios ofertados pelo Cadastro Único, as famílias inscritas precisam manter seus dados atualizados nos sistemas federais. Para isso, em Mimoso do Sul, basta procurar a Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social, que funciona em cima do Banco do Brasil, sempre que houver mudanças na família, ou caso não haja, de 2 em 2 anos para que sejam feitas as alterações necessárias em nossos sistemas.

Para a atualização é necessário levar os seguintes documentos:

CPF

IDENTIDADE

TITULO DE ELEITOR

CARTEIRA DE TRABALHO OU CONTRACHEQUE

CERTIDÃO DE NASCIMENTO OU DE CASAMENTO

CONTA DE ENERGIA

e de todas as crianças:

CERTIDÃO DE NASCIMENTO

DECLARAÇÃO ESCOLAR

Informações complementares:

Para se inscrever no Cadastro Único, é preciso que uma pessoa da família se responsabilize por prestar as informações de todos os membros da família para o entrevistador. Essa pessoa – chamada de Responsável pela Unidade Familiar (RF) – deve ter pelo menos 16 anos e, preferencialmente, ser mulher.

O Responsável Familiar é quem poderá garantir que as informações comunicadas durante a entrevista são verdadeiras, além de se comprometer a atualizar o cadastro sempre que houver mudanças na família.

Últimas manchetes