SAAE lança a campanha “Esgoto não é Lixo”

Muitas pessoas utilizam a rede de esgoto, indevidamente, como lixeira, para descarte de papel higiênico, cotonetes, absorvente, fio dental, cabelo, embalagens como garrafa pet, camiseta, calcinha, pedras e restos de comida. Outras pessoas interligam a tubulação da água da chuva na rede de esgoto. Em épocas chuvosas o volume de água na rede é muito maior do que o normal.

Situações como as descritas acima causam entupimentos e sobrecargas nas redes causando o retorno do esgoto para dentro dos imóveis. Esta utilização incorreta gera trabalho extra às equipes do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) prejuízos materiais para o morador do imóvel, transtornos e ainda a transmissão de doenças.

JUNTOS FAZEMOS A DIFERENÇA

Ações individuais sobre o meio ambiente causam danos coletivos. Por isso não basta apenas uma pessoa mudar sua atitude, enquanto seu vizinho continua fazendo a coisa errada. É preciso uma mudança de comportamento de todos, para que haja uma diminuição dos impactos negativos sobre o meio ambiente.

São pequenas ações que fazem grande diferença. A rede coletora de esgoto, assim como todo o sistema de saneamento básico, é um patrimônio de todos, por isso depende de todos nós.

VEJA ALGUNS CUIDADOS QUE SÃO NECESSÁRIOS:

• Não jogar pó de café, restos de comida, óleo e qualquer outro tipo de resíduo na pia da cozinha;
• Não jogar papel higiênico, aparelho de barbear, fraldas, absorvente, tubo de pasta de dentes, preservativo ou lixo de qualquer espécie no vaso sanitário;
• Todas as ligações da cozinha devem passar obrigatoriamente por uma caixa de gordura. Esta tem a finalidade de conter a gordura da cozinha, que de maneira alguma poderá ser lançada na rede coletora pois ocorre o acumulo da gordura nas paredes internas da mesma causando entupimento.
• Calhas e ralos do lado de fora da casa não podem ser ligados à rede de esgotos. Se isso acontecer, corre-se o risco de que o esgoto volte pelos ralos e pias para dentro do imóvel.

Skip to content